Por onde eu ando

domingo, fevereiro 26, 2012

Jesus, Eu, Yasmin, Déia…

Paz á todos.

Quanto tempo.

Tô de volta pra comentar sobre a sensação que é ver sua filha nascer e o contato nesses primeiros dias.

007

Em 18/02/2012 nasceu minha filha Yasmin.

Mas essa foi apenas uma das partes.

Quando eu soube da gravidez da Déia, minha esposa, pedi para que ela refizesse o teste, por ser de farmácia e já tive experiência de tomar sustos anteriores, kkkkkkkkk.

Solicitei isso não pelo fato de não acreditar no que ela me dizia, entretanto, por saber que testes de farmácia são muito falhos.

Após mais dois testes que confirmaram a gravidez, fiz várias piadas sobre a situação, kkkkkkkk, ou seja, levei na esportiva a novidade.

Conforme o tempo foi passando e a Déia chegando com mais exames, vi que o lance era á vera (gíria utilizada para definir que a situação é real, que realmente está acontecendo).

Quando a barriga ficou mais expressiva, lá para os sétimos e oitavos meses de gravidez, Déia ficou mais devagar.

No caso dela, por ser gravidez de risco, uma vez que ela sofre de diabetes, na 36ª semana ela ficaria internada no HUPE (Hospital Universitário Pedro Ernesto), por padrão do tratamento e ficaria até á 38ª semana onde teria a indução das contrações para ser realizado o parto.

Durante a gravidez, eu enviei uma foto para um amigo fazer uma caricatura.

Ficou muito bacana.

Abaixo a foto enviada e a caricatura dessa foto.IMG_8160

 

Aqui a caricatura.

Eu, Déia e Yasmin caricatura

 

Curtimos bastante a gravidez.

Fiz algumas artes carinhosas e até de cunho social.

Esta foi uma das primeiras.Déia Grávida e eu

Achei essa muito bacana e singela.

O texto na foto está em Salmos 72.17.

O seu nome permanecerá eternamente; o seu nome se irá propagando de pais a filhos enquanto o sol durar, e os homens serão abençoados nele; todas as nações lhe chamarão bem-aventurado.
Salmos 72:17

Escrevi esse texto, pois minha geração também teve o nome do Senhor propagado e também o seguirá.

Yasmin, desde a notícia da gravidez foi entregue á Jesus para fazer sua obra, sempre.Déia Grávida e eu beijando yasmin

Detalhes.

Sapatinho.

Pequeninaço.Déia Grávida sapatinhos

 

Foto tirada enquanto Déia estava no HUPE, aguardando chegar a hora da indução para o parto.

Ela ficou no HUPE por 18 dias.

Eu a visitava diariamente.

Fiz essa montagem pois queria mostrar que se tivéssemos a pele de outra cor, tentaríamos ser as mesmas pessoas.
Deus nos enxerga pelo que somos, não pela cor.Visita Déia Cor Incomoda

 

Fizemos três chás de fralda para arrecadação de produtos que a Yasmin pudesse utilizar.

O primeiro foi no futebol.

Fotos abaixo.

Essa foi a arte feita para a divulgação na pelada que jogo aos Sábados.Fut das fraldas da Yasmin

Depois fizemos na igreja Restaurando Vidas em Cristo, no bairro do Andaraí, Rio de Janeiro.CHA EU E DEIA

E por último, fizemos no meu trampo.Chá de Fraldas Gatend Tamo Junto

A ajuda de todos foi essencial, pois dará á Yasmin o suporte em fraldas e pomadas.

No dia da indução, que é a aplicação de um remédio para agilizar as contrações, eu fui para o HUPE ás 11:00 da manhã, daí aguardamos até ás 04:04 da manhã do dia seguinte pra Yasmin nascer.

Um dos momentos mais marcantes foi ver a Déia gritar com as dores da contração e eu não poder fazer nada além de pegar na mão dela e falar palavras de incentivo. Falei pra ela orar á Deus e pedir força.

No momento desse grito, os médicos vieram em verificaram o que estava acontecendo.

O doutor deu uma excelente dica, falou para ela ao invés de gritar, fazer força o máximo de tempo possível que aguentasse, pois ajudaria no parto.

Apartir daí, fomos para a mesa de parto.

Perguntei se poderia filmar.

Informaram que não, somente tirar fotos e no local determinado.

Abaixo, uma foto que tirei, que mostra parte dessa dor e esforço.014

Após essa foto, foram poucas, mas fortes contrações para Yasmin nascer.

Eu assisti á todo o parto. Algo realmente de Deus.

Passadas algumas contrações, Yasmin fora da barriga e chorando fácil, kkkkkkkkk.

Abaixo algumas fotos.

Yasmin em seu primeiro contato externo.015

Médicos e enfermeiros dando aquela atenção.022

Nos braços a mamãe.025

Essa foto foi a que divulguei nas redes sociais.Yasmin com data

Após esse processo, levei as coisas da Déia para a parte do berçário e tive que ir embora, pois só poderiam ficar acompanhantes do sexo feminino.

Quando a peguei no colo pela primeira vez, fiquei muito emocionado, mas me contive bastante.

Agradeci muito á Deus.

Minha sogra ficou como acompanhante nos primeiros momentos e depois minha mãe.

Abaixo temos Yasmin no berçário.

Nesse dia sim, na visita do horário específico para os pais, que era das 18 ás 19 horas, ao pegá-la, me emocionei bastante, chorei, agradeci á Deus, foi algo inexplicável, muito bom.

Algo que achei muito interessante foi a médica informar que os bebês ainda acham que estão na barriga da mãe por até dez dias após o parto. Talvez por isso levem bastante sustos quando estão á vontade no berço.045

Yasmin dormindo no berçário.047

Cabeludaça.049

Déia, cansadona, minha mãe e Yasmin.057

Yasmin no que melhor sabe fazer depois de mamar, dormir.

058

Após isso, foi só aguardar a alta médica e partir pra casa.

Segunda feira á noite, Yasmin partiu pro aconchego de seu berço e expectativa da reação de Billy e Farelinha, um casal de Pinschers que temos.

Ao chegar, para minha surpresa, a fêmea, Farelinha que ficou mais agitada com a novidade e o macho, que eu imaginava ficar com ciúmes, nem ligou, kkkkk.

Desse dia em diante, Yasmin está se acostumando á sua nova rotina fora a barriga, assim como eu, Déia e todos que a esperávamos.

Yasmin em uma de suas primeiras sonecas no berço.001

No começo tudo é festa, mas depois enxergamos que a realidade de nossa casa não tem boa circulação de ar, ou seja, é muito quente, com isso, eliminamos essas bonecas e esses panos.008

Yasmin com seu modelinho vermelhinho.IMG_8365

Olha ela aí toda bonitona.IMG_8369

Agora, estamos nos acostumando á entender os sinais que ela nos dá.

Ela sempre vai chorar, o que temos que saber é o por que desse choro.

O principal motivo é mamar. Depois vem fralda suja, seja cocô ou xixi.

Déia já sabe quando ela fez ou está fazendo alguma dessas opções, o rosto dela muda, kkkkkkkkkkkkkkkk.

Pintou por esses dias uma terceira opção, que foram as bolinhas em sua testa, provavelmente brotoeja, isso a irritava, daí passamos uma pomada que aliviou.

Déia está tentando colocar chupeta para Yasmin, mas até agora não se adaptou e devolve a chupeta toda hora.

Outro lance bacana que nos faz rir bastante é que a Yasmin é muito preguiçosa, kkkkkkkkkkk.

Quando a Déia descansa bem, os seios produzem bastante leite e quando Yasmin vai mamar, basta ela encostar no bico que o leite sai, quase que automaticamente, entretanto, conforme Yasmin está crescendo e mamando mais, a quantidade de determinado seio acaba, daí temos que mudá-la de peito.

Feito isso nos dois peitos, teremos que retornar ao primeiro seio, só que agora Yasmin não terá a molezinha do leite cair facilmente, ela terá que sugar mais forte, mas aí ela reclama, pois não quer fazer esforço, kkkkkk.
Com o tempo estamos ensinando-a e ela está mamando cada vez mais.

Bom, até agora essa foi nossa aventura com Yasmin.

Em breve espero contar muitas outras.

Algo que me deixou muito feliz e surpreso também, foi saber a quantidade de gente que se importou, ou ao menos demonstrou isso, com a Yasmin e conosco.

Desde a gravidez até agora.

Fiquei muito feliz por todos.

Uma criança mobiliza muita gente.

Que Deus nos abençoe sempre.

Paz e boa semana á todos.

2 comentários:

Kaia disse...

É uma benção!!!Linda família q vc tem. Parabéns!!!

Alceu Santos disse...

Benção pura! Estou acompanhando a Yasmim via Facebook e agora via blog. Certamente ela é benção não só para vocês como também para todos nós que aprendemos a amar vocês. Que o Senhor proteja como sempre protegeu a sua vida meu querido. Paz em tudo e para tudo que lhe pertencer.
Beijo na Yasmim!